Ingressos

Banda clássica e pioneira do rock brasileiro, Tutti Frutti está confirmada no Psicodália 2018. Comandada pelo lendário Luiz Carlini, vai apresentar o show “Fruto Proibido”, uma homenagem ao álbum lançado há 42 anos junto com Rita Lee. Além das canções deste que foi o segundo disco da Rita Lee & Tutti Frutti, o repertório do show terá também outras pérolas musicais da trupe, além de algumas homenagens a parceiros do guitarrista.

Tutti Frutti é a nona atração confirmada para o Psicodália 2018, ao lado de Jorge Ben Jor, Arrigo Barnabé, Tulipa Ruiz, Bixiga 70, Boogarins, Carne Doce, Pata de Elefante e Som Nosso de Cada Dia. O festival acontece em Rio Negrinho, na Fazenda Evaristo, de 9 a 14 de fevereiro de 2018, durante o Carnaval, e os ingressos estão à venda pelo Disk Ingressos, em link disponível no site e no Facebook do evento, endereços nos quais é possível acompanhar todas as novidades.

Nascido e criado no berço do rock nacional, o bairro paulistano Pompéia, Carlini tem um currículo invejável. Chegou a ser roadie dos Mutantes nos anos 60, passou pela tevê brasileira já no início dos anos 70, produzindo programa musical semanal em que fazia (e aprendia) tudo. Enquanto o rock brasileiro engatinhava, ele criava e observava, já que foi ali que aprendeu os macetes técnicos do show-business.

Mas, o que Carlini realmente queria era tocar. Comprou sua primeira guitarra e trancou-se no quarto com todos os discos de seus ídolos e, totalmente autodidata, aprendeu quase tudo o que toca em três anos de noites lisérgicas, tirando delas toda a essência de seu estilo único. Como resultado, em julho de 1973 nasceu o TUTTI FRUTTI, para trabalhar com a amiga Rita Lee. Foram cinco anos de uma parceria que rendeu alguns compactos, várias músicas em novelas da Globo, hits nas rádios, tours pelo Brasil e cinco álbuns: Atrás do Porto tem uma cidade (1974), Fruto Proibido (1975), Entradas e Bandeiras (1976), Babilônia (1978) e Resfestança (1978, com Gilberto Gil).

Depois disso, Carlini e Rita encerraram a parceria e ele montou a banda com outros músicos da cena roqueira da época. A nova formação lançou o álbum “Você sabe qual o melhor remédio”, dois compactos e passou a década seguinte fazendo shows que a tornaram cult. Carlini seguiu sua caminhada e a partir do final dos anos 80 passou a trabalhar com outros grandes nomes da música brasileira. Em 1999, reativou o Tutti Frutti e desde então se divide entre os shows da banda e a Carlini & Friends.

Projetos Relacionados

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar