Ingressos

Som Nosso de Cada Dia retorna ao festival

Sob o comando de Pedro Baldanza, a banda Som Nosso de Cada Dia volta a se encontrar no palco do Psicodália em 2018. A formação emblemática do rock brasileiro, que ajudou a consolidar a sonoridade setentista característica da produção nacional, é mais uma atração confirmada no evento, que acontece de 9 a 14 de fevereiro de 2018 e já está com ingressos à venda.

Desta vez, sobem ao palco sob o comando de “Pedrão”, da formação original, Fernando Luiz Cardoso Pereira (teclado); Pedro Juan Calasso (percussão), Edson Ghilardi (bateria), Marcelo Augusto Schevano (guitarra) e Cassio Poleto (violino).

O trio fundador da banda, Manito, Pedro Baldanza, o Pedrão, e Pedrinho Batera, fez história e não foi apenas no Som Nosso. Manito, espanhol de nascimento, morto em 2011, foi um legítimo multi-instrumentista (piano, órgão,moog, flauta, sax e violino) e já era famoso por conta do grupo “Os Incríveis. Tocou ainda com Mutantes, Rita Lee e Camisa de Vênus na área do Rock e Roberto Carlos e Zé Ramalho. Mais conhecido como PEDRÃO, o baixista e vocalista gaúcho Pedro Baldanza já passara pelas históricas “Novos Baianos” e “Perfume Azul do Sol. Depois, trabalhou ainda com importantes nomes da MPB, tais como Ney Matogrosso, Elis Regina, Gal Costa e Sá & Guarabira. Pedrinho Batera, um dos mais brilhantes bateristas do rock nacional, trabalhou também com Luiz Melodia e Belchior, além de atuar em diversos grupos de Jazz. Faleceu precocemente em meados dos anos 90.

Apesar de sua curta discografia (apenas 2 LPs e um compacto, ambos de estúdio nos anos 70 e, posteriormente, um CD ao vivo em 1994 e um CD duplo também ao vivo com registros inéditos dos anos 70), os músicos podem se orgulhar de terem lançado um dos mais criativos e empolgantes discos de rock da América do Sul. “Snegs” é um item obrigatório na coleção de qualquer fã do gênero e foi gravado e mixado em 1973 em apenas sete dias e com grande precariedade de equipamentos de estúdio. Por diversas razões, somente três anos depois foi lançado o disco novo, “Som Nosso”, já quando a Disco Music tinha ‘roubado’ a cena. Em seguida, a banda acabou, não sem antes apresentar ao mercado mais um compacto.

Em junho de 1993 o trio original se reuniu para gravar uma faixa inédita como bônus no relançamento em CD do “Snegs”. Em 94 reuniram-se para dois shows, que resultaram no CD “Live 94″. Com o falecimento de Pedrinho Batera, no entanto, a nova dissolução parecia ser definitiva. O retorno se deu quando um CD “Bootleg”, com a gravação de um show realizado em setembro de 1976, apareceu. O sucesso foi total e nasceu, então, “A Procura da Essência – (Ao Vivo 1975-1976)”, cd duplo ao vivo lançado pela gravadora carioca Editio Princeps. Com a reaproximação da dupla original, em 2008 aconteceu o que muitos não achavam possível. Som Nosso de Cada Dia voltou e no ano seguinte apresentou “Snegs” na íntegra em um show que deixou saudade nos foliões psicodélicos, que já aguardam ansiosos o próximo encontro.

Estrutura, oficinas e ingressos – Os 500 mil m2 de área verde da Fazenda Evaristo receberão o evento pelo oitavo ano consecutivo. O local receberá toda uma estrutura de reforço, com banheiros, portaria, estacionamento, bares e praça de alimentação 24 horas. Terá ainda ambulatório 24 horas, minimercado, feirinha e bazar e cinco grandes áreas de camping arborizadas, equipadas com vestiários, iluminação, limpeza e segurança.

Bandas interessadas em tocar no evento e produtores e artistas com propostas de oficinas, teatros e cinema podem encaminhar seus projetos diretamente no site. O Psicodália oferece oficinas nas áreas de artes, cultura, sustentabilidade, esporte e saúde, mantendo sempre aberta a porta para ideias pertinentes em outras áreas afins.  A cada nova edição, mais de 200 atrações são ofertadas, incluindo recreação infantil e o Materdália, espaço pensado especialmente para atender crianças de até 5 anos.

Projetos Relacionados

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar