Ingressos

A Confraria da Costa produz um som que está longe de qualquer experiência musical habitual. Misturando blues, folk, jazz e ritmos eruditos e ciganos, a banda explora as rotas do rock
acrescentando elementos de estilos e ritmos folclóricos e ousando em suas letras uma reflexão cínica e irônica sobre o homem, a sociedade, o alto mar e os meandros da vida e da morte.

Não se sabe exatamente em qual costa o movimento começou, mas há relatos de representantes da Confraria da Costa em Curitiba, Paraná (apesar da ausência total de costa). O rock pirata vem passando de navio em navio, geração após geração e desde 1572 vem e cativando um público crescente e fiel de marujos. Graças aos adventos da tecnologia, algumas canções puderam ser passadas para o formato digital, com os registros “Confraria da Costa” (2010), “Canções de Assassinato” (2012) e o mais recente lançamento, terceiro álbum da banda, “Motim” (2015).

Para 2017 a Confraria da Costa apresenta o show “Motim”, que traz composições do último álbum e também antigos sucessos do século XVIII, com um show agitado e com muito peso do começo ao fim. A dinâmica da apresentação é bastante frenética, e mesmo as canções menos agitadas não são suficientes para o público recuperar o fôlego: logo em seguida já volta ao caótico motim! Afinal, como a banda diz em uma de suas letras, “ninguém aqui precisa acordar vivo amanhã”.

Formação:

Ivan Halfon (voz, flauta e violão)
Luiz Pantaleoni (baixo e baixo acústico)
Abdul Osiecki (bateria e voz)
Jhonatan Carvalho (saxofone e trompete)
Anderson Lima (guitarra)
Richard Lemberg (violino)
André Nigro (percussão)

Projetos Relacionados

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar