fbpx

Anelis Assumpção é uma cantora e compositora brasileira que mistura em seu trabalho vocais sensuais a arranjos irreverentes, pitadas de dub, afrobeat e grooves brasileiros. Filha do falecido cantor e compositor Itamar Assumpção, Anelis representa o espírito livre de amarras da vanguarda da música de São Paulo, bem como o toque de originalidade que ela herdou de seu pai. Suas raízes paulistas correm profundas dentro do seu estilo, levando a música pra frente, capturando algo novo, mesmo que ainda mantendo o sabor do vintage/analógico vivo.

Seu álbum de estreia, “Sou Suspeita, Estou Sujeita, Não Sou Santa” (2011) recebeu críticas dos principais festivais e line-ups do Brasil e Portugal. Em 2014, ela lançou seu segundo álbum, “Amigos Imaginários”, que foi um sucesso instantâneo com centenas de milhares de plays on-line nas redes, só no primeiro mês. O álbum foi mixado pelo dub master nova- iorquino, Victor Rice e inclui faixas com pesadas linhas de baixo e climas nebulosos, que evocam a sensação entorpecente das noites de uma megalópole latino-americana como São Paulo. O álbum lhe rendeu o prêmio Deezer de Artista do Ano, em 2014, e o prestigiado prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) para Melhor Artista Revelação, no ano de 2015.

As suas letras em inglês, português e espanhol apresentam uma poética descompromissada, repleta de crítica social, em palavras interlaçadas, sobre histórias de amor, vivências e comida. A comida, aliás, é personagem constante no seu último trabalho, “Taurina”, no qual Anelis junta a fome com a vontade de comer. Em uma boa fase com a palavra, ela experimenta de forma mais audaciosa a música com a poesia, com composições que sugerem amplos espaços interpretativos, saudosos nas canções populares. Parcerias da vida, letras esculpidas na cozinha e músicas para serem digeridas com a alma.

 

Projetos Relacionados

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar