Ingressos

André Prando é um dos principais nomes da música no Espírito Santo. O pop-psicodélico “Estranho Sutil” (2015) foi destaque em muitas listas, sites e mídias especializadas em 2015 como uma das revelações e melhores discos do ano. Desde o lançamento Prando tem circulado por diversas cidades do Brasil, já tendo passado com seu show por MG, SP, RJ, PE, RN, PA, BA, SC, quase todo o ES e participou também de festivais e projetos como: Festival MADA (Natal/RN), Noite Cantautores (Belo Horizonte/MG), DoSol (Natal/RN), Se Rasgum (Belém/PA), Festival FEBRE (Sorocaba/SP), Feira Noise (Feira de Santana/BA), Showlivre (São Paulo/SP), Sofar Sounds (BR).

Seu som é bem pisado no rock e explora diferentes vertentes musicais com fluidez. Expressa sua identidade através de letras com forte cunho poético que estimulam a racionalidade e sensibilidade, buscando referências no cotidiano, literatura e na poética do que chama da “beleza do feio”. Com voz e identidade marcante, chama atenção por sua performance visceral no palco.

Seu novo álbum está em fase de pre-produção sob os cuidados de Jr. Tostoi. Já está disponível o single “Em chamas no chão”, que apresenta nova sonoridade e já faz parte do atual show, que prepara o público para o novo momento, se despedindo do Estranho Sutil. O single está presente na coletânea brasileira “Faixa 6” do selo Scream & Yell e teve sua primeira aparição ao vivo através do Sofar Sounds. O novo disco será lançado em 2018. Como encerramento do ciclo Estranho Sutil, foi lançado em 2017 uma versão ao vivo do álbum, registrada no show que aconteceu no Estúdio de Música da Ufes, sob produção de Daniel Tápia. O show foi lançado em vídeo, na íntegra no Youtube e, como álbum, nas plataformas digitais

. Também recente é a passagem de Prando pelo tradicional programa Showlivre, onde está registrado seu show mais atual. O site Scream & Yell chama Estranho Sutil de “um disco arejado, intenso, e que traz apelo pop sem cheiro de mofo. Nele há letras que funcionam tanto como histórias sobre personagens como comentários sociais”; já o portal Kultme diz: “Lisérgico e inebriante, revela toda a sutileza existente nos pequenos detalhes da vida através de um som psicodélico, cheio de nuances e incrivelmente autoral; e o já notório site Brasileírissimos acrescenta: “Sabe aquele disco que você escuta por uma semana seguida sem parar? Pronto. Foi isso que fiz ao me deparar com a obra. A sonoridade do álbum vai por uma linha psicodélica, introspectiva e que nos faz refletir sobre várias temáticas do cotidiano”.

Antes disso, em 2014, Prando havia lançado o EP Vão, que foi seu primeiro lançamento, apesar de já circular desde 2011.

Projetos Relacionados

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar