Ingressos

Um universo onírico onde as vivências e poemas do poeta Waly Salomão são parafraseados cenicamente, resultando em reflexões existencialistas explodidas em multi-plataformas poéticas: a cena se desdobra simultaneamente em palco, vídeo, dentro e fora do teatro. A estética do espetáculo se faz a partir da palavra de Waly (poesia marginal), da câmera nervosa de Glauber Rocha (estétyka da fome) e da potência antropológica de Augusto Boal (teatro do oprimido). O resultado é uma peça vibrante que se dilui em qualquer espaço onde haja público. Classificação indicativa: 16 anos (nudez, palavrão). Duração: 35min.

Ficha Técnica:
Direção: Igor Kierke
Dramaturgia: Waly Salomão, com seleção de Igor Kierke
Elenco: Arthur Augustus, Igor Kierke e Victor Dezute
Sonoplastia: Victor Dezute
Projeções: Arthur Augustus
Objetos de Cena: Arthur Augustus
Figurino: Arthur Augustus
Direção Artística: Igor Kierke, Arthur Augustus
Op. de Som: o elenco
Op. de Luz: Liz Martins, o elenco

Projetos Relacionados

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar